Logo_Escola_Waldorf_Fortaleza

Pedagogia Waldorf: 10 livros para entender este método de ensino

A Pedagogia Waldorf tem seu enfoque pedagógico baseado na filosofia educacional Antroposofia, do filósofo alemão Rudolf Steiner.

Criada em 1919 em Estugarda (Stuttgart), Alemanha, a Pedagogia Waldorf tem seu enfoque pedagógico baseado na filosofia educacional Antroposofia, do filósofo alemão Rudolf Steiner. A Pedagogia Waldorf integra de maneira holística o desenvolvimento intelectual, artístico, físico e espiritual de seus alunos. A intenção é promover o desenvolvimento de indivíduos integrados, livres, socialmente competentes e moralmente responsáveis. Existem hoje em dia mais de 1000 Escolas que utilizam este modelo pedagógico, localizadas em mais de 60 países. Atualmente, a Pedagogia Waldorf pode ser considerada um dos maiores movimentos educacionais independentes do mundo. Para saber mais a respeito, indicamos na Estante deste mês alguns livros sobre o método. Confira as resenhas aqui:

 

A pedagogia Waldorf: Caminho para um ensino mais humano, de Rudolf Lanz. – Editora Antroposófica, 2000.

O livro é escrito por Rudolf Lanz, pioneiro na fundação da primeira escola Waldorf no Brasil, e traz o seu conhecimento e sua experiência nesse modelo pedagógico. No campo da Pedagogia Waldorf, mais do que meramente informar os alunos para que passem em vestibulares ou treiná-los para o mercado de trabalho, os professores devem assumir uma função de incentivadores das reais aptidões deles. Educar e ensinar, nesta pedagogia, estão voltados para a promoção do desenvolvimento pleno das aptidões latentes de cada indivíduo, fazendo do aluno um ser apto a integrar-se no mundo com confiança, criatividade e consciência.

A pedagogia Waldorf: 50 anos no Brasil, de Associação Pedagógica Rudolf Steiner – Editora Dlippi Arte, 2006.

Em homenagem aos 50 anos da Pedagogia Waldorf no Brasil a Associação Pedagógica Rudolf Steiner lançou o livro, em 2006. A obra abrange conceitos pedagógicos, o cotidiano de uma escola Waldorf, história de alunos que estudaram por meio dessa metodologia e um panorama mundial da Antroposofia. A leitura do livro é indicada para quem quer conhecer mais sobre a pedagogia Waldorf, saber onde estas escolas estão localizadas no Brasil e descobrir mais sobre a história do movimento Waldorf desde sua fundação, em 1919, até ser inaugurado no Brasil.

Clarear: A pedagogia Waldorf em debate, de Ana Lucia Machado.

Editora Biblioteca 24 horas, 2010.

O livro é uma proposta de reflexão aprofundada acerca da prática pedagógica Waldorf. Apresentando relatos de experiência de crianças que estudaram em escolas Waldorf, a autora traz, por meio de críticas e perguntas dos pais desses alunos, maneiras de aprimoramento da prática Waldorf em escolas. Clarear convida os educadores à conscientização sobre a importância do trabalho recorrente de autoconhecimento e autoeducação, pois são eles que tornam uma pedagogia boa ou ruim, dependendo de sua condução em sala de aula.  Além disso, o livro possibilita um diálogo com outras abordagens pedagógicas como um jeito de se renovar e aprimorar.

Filhos felizes na escola: Pedagogia Waldorf, o ensino pela arte, de Helena Trevisan.

Editora Antroposófica, 2014.

Helena Trevisan relata, neste livro, sua experiência com a Pedagogia Waldorf na qualidade de mãe. O livro traz seu testemunho pessoal a respeito do método de ensino, apresenta o histórico da pedagogia Waldorf e conta, com uma linguagem simples e em tom de bate-papo, sobre seu dia a dia numa escola que utiliza a abordagem. A autora ainda nos mostra algumas situações vivenciadas por alunos e como foram conduzidas na escola de forma a fortalecer a individualidade de cada um e suas relações com o meio.

A prática pedagógica: Segundo o conhecimento científico-espiritual do homem, de Rudolf Steiner.

Editora Antroposófica, 2013.

A obra traz conferências conduzidas por Rudolf Steiner, precursor do movimento Waldorf. As conferências destinadas aos primeiros professores dessa pedagogia indicam procedimentos metodológicos adequados à estruturação do ensino, bem como, propiciam aos educadores uma reflexão sobre o amadurecimento infantil e a introdução dos conteúdos pedagógicos necessários para cada fase ou idade na elaboração do currículo. Com a proposta de educar para a vida e o desenvolvimento integral dos alunos, o livro conduz ao estudo das práticas pedagógicas Waldorf.

A cultura atual e a Educação Waldorf, de Rudolf Steiner.

Editora Antroposófica, 2014.

Em 1923, Rudolf Steiner foi convidado a ministrar um ciclo de catorze palestras na Inglaterra sobre fundamentos para a atuação no campo da Pedagogia Waldorf, material que foi organizado em publicado em livro. Falando sobre a estrutura e embasamento pedagógico da primeira escola Waldorf, o autor faz um roteiro na abordagem dos objetivos educacionais do mundo atual, das origens teóricas, das práticas das diferentes metodologias ao longo da história e das consequências culturais do método criado por ele.

O Estudo geral do homem: uma base para a pedagogia, de Rudolf Steiner.

Editora Antroposófica, 2015.

Organizado em três volumes e considerado como obra pedagógica básica de Rudolf Steiner, é de leitura imprescindível para quem pretende compreender e se aprofundar sobre a prática da Pedagogia Walforf. O primeiro volume contém explicações sobre antropologia antroposófica, estudo fisiológico e psicossocial do indivíduo, evidenciando a necessidade de se ver a criança como um ser dotado de aptidões e características pessoais e cujo florescer depende da condução firme do professor.

A arte da educação vol. II, de Rudolf Steiner.

Editora Antroposófica, 2003.

O livro apresenta mais um ciclo de conferências de Rudolf Steiner. Publicado em vários idiomas, é considerado um roteiro prático para professores, cujos exemplos constituem bases de orientação na efetivação de um currículo Waldorf segundo os moldes originais. O autor aponta para o lado prático do ensino de qualquer matéria, além de ressaltar a importância da arte como meio de transmitir conhecimento à criança e como modo de aprendizado que mais a sensibiliza na sua relação com o mundo.

Crianças brincando! Quem educa?, de Danielle Comin Martins.

Editora João de barro, 2007.

Luiza Lameirão é formada em Pedagogia pela USP e é atualmente uma das responsáveis pelo Centro de Formação de professores Waldorf, em São Paulo. Neste livro, a autora apresenta, com uma linguagem poética e simples, sua compreensão sobre os primeiros sete anos de vida das crianças, enfocando-os como o período fundamental de conquistas que se repercutirão ao longo de todo o seu desenvolvimento. O livro coloca-se como leitura imprescindível aqueles que lidam com a primeira infância e seguem metodologias da pedagogia Waldorf.

Momentos de um caminho: reflexões sobre a vida de Rudolf Steiner, de Bruno Callegaro.

Editora João de barro, 2007.

Bruno Callegaro é médico de orientação antroposófica que mudou-se para Alemanha em 1993. Ele leciona em vários institutos de Pedagogia Waldorf e Pedagogia Curativa na América do Sul, Norte e da Europa. Neste livro, o autor apresenta os fatos mais marcantes da vida de Rudolf Steiner: as dificuldades que encontrou, como superou os obstáculos que a vida lhe impôs, como desenvolveu sua compreensão de mundo, quais foram suas contribuições pedagógicas, entre outras informações sobre a vida do precursor da Pedagogia Waldorf.

Compatilhe

Mais Posts

Não há, basicamente, em nenhum nível, uma outra educação que não seja a auto-educação.

Rudolf Steiner 

Ficamos feliz com o seu interesse em nossa escola!

Preencha as infomações abaixo e entre em contato conosco.